domingo, 13 de abril de 2014

A minha Princesa felizmente adaptou-se á gastrostomia e ajuda-me na altura de admistrar a comida e medicamentos,por vezes escapa-me algo e ela chama logo atenção!!
Tem alturas como ontem teve muitas dores e sente-se desconfortável mas,deixa fazer tudo por vezes é mais difícil só que depois de eu explicar ela lá cede e tudo corre bem.

Esta foi a 1ª fase da nova etapa da Princesa,a PEG!!
Para mim foi muito complicado quando me deparei com a realidade,supor e imaginar é fácil na prática é outra. Estava cheia de receio de não conseguir lidar com aquela situação e até mesmo de bloquear no momento de ir aprender com as enfermeiras(os) mas,respirei fundo acalmei o coração e a minha força voltou.
Quando ela acordou da anestesia teve muitas dores e por incrivél que pareça o mau feitío da Princesa já estava a voltar ,ficou muito zangada por a Peg ter sido posta naquele lado e não no outro,ela achava que ficava mais bonito...só por aqui podem vêr a força e energia positiva dela.
Chega a hora de dar a alimentação e o meu corpo tremia e parecia que estava a flutuar,a minha cabeça andava a mais de "100km" o medo estava a querer apodera-se só que eu também sou teimosa e luto muitas vezes com os meus pensamentos negativos e comecei a cair em mim e segui em frente com toda a serenidade. Correu tudo muito bem,umas vezes por outras lá me esquecia de trancar o tubo e lá levava banho mas,são coisas que acontecem e ainda hoje...ela rejeitou a 1ª admistração que foi só de água,o que é também perfeitamente normal na 2ª já correu bem e começou com a sopa no dia a seguir 100ml a fruta já não ía porque ela não aguenta muita comida no estômago.
A manutenção da peg não é muito complicada mas,com o tempo vai se tornando mais complicado quando começa as carnes aparecer e a sairem para fora,muitas vezes têm de ser queimadas. Eu talvez fosse a minha vocação de ser enfermeira ou médica,sei lá sempre consegui travar que ela fosse sujeita a tal e punha o betadine em pomada e lá ía controlando a situação,tem de estar sempre muito bem limpa e sem resíduos para não infectar,porque é uma porta sempre aberta a virús e uma infeção pode ser muito perigosa.
Para a admistração da comida em 1º via sempre o contíudo que ela tem no estômago de seguida ponho sempre 10ml de água para lavar a sonda derivado aos resíduos,em seguida começo a dar-lhe o comer e nunca se deve de dar muito rápido a uma velocidade moderada,no fim torno a pôr mais 10ml de água para mais uma vez limpar o tubo e eu não deixava água nele. A lavagem do tubo era sempre feita mesmo ela comendo pla boca,o tubo tem de estar sempre limpo e punha as gazes em volta porque sai sempre resíduos por ali,é tipo a segunda boca e assim estava mais protegido e para mim há quem não ponha é mais higiénico!!
Tivemos quatro meses assim com a peg,havia momentos em que entupia e eu bloqueava era um desespero mas,tenho sempre amigos e enfermeiras que me auxiliam e me ajudam mesmo plo telefone e as coisas correm bem no fim,temos de levar as situações dia a dia e com calma,embora haja sempre algum contratempo mas,tentamos sempre dar a volta e seguir em frente.
Quero desde já agradecer a todos da parte da gastro tanto em consultas como no internamento,sempre me apoiaram e derem-me força e ajuda em tudo e também á assistente social,são fantásticos,médicos,enfermeiros e auxiliares...OBRIGADO!!


Princesa Encatada!!